BANDA DAS VELHAS VIRGENS


Selvagem Do Asfalto Lyrics

Musica por: Paulo Carvalho
A vida toda atrás do vidro fumê
De capacete e luvas escuras
As duas rodas fazem todos tremer
Pelo perigo marginal da aventura
Não tem ninguém que possa me vencer
E se eu morrer ninguém vai lamentar
Estou na moto e sinto o sangue ferver
Estou na moto e tenho que acelerar
Não tem curva ou reta que eu não possa dobrar
Não tem moto ou carro que eu não possa ralar
Família e segurança, joguei tudo pro alto
Todos tremem por onde quer que eu passe:
Selvagem do asfalto
Eu moro onde nada pode viver
Nesta corrida contra o gesto parado
O desafio de brincar com o destino
E rir da sorte a cada final fechado
Não tente rastrear o louco zunido
Ensandecido pelo corpo marcado
Não tem sentido contar as cicatrizes
Estou partindo, a morte corre ao meu lado
Não tem sol nem chuva, só fumaça no ar
O couro rude e negro é o que me faz levitar
Grana e garotas, joguei tudo pro alto
E todos me conhecem por Selvagem...
Selvagem do asfalto
Estou correndo com as sombras da noite
E meu instinto é que me faz desviar
Num vôo cego, de faróis apagados
Não tenho amigos nem lugar pra parar
A cada chuva eu sei que sinto mais frio
A vida escorre entre os dedos e acaba
Estou no meio desse ferro contorcido
Em qualquer canto abandonado na estrada
O corpo morto espera pelo fim sem sentir
E nem sequer vontade de tentar resistir
Família e segurança, eu joguei tudo pro alto
Mas nunca vou deixar de ser Selvagem...
Sent by Carlos André Branco

Correct these lyrics

Hottest Lyrics with Videos
9d2f440f738c61af6867f12c39c43935

check amazon for Selvagem Do Asfalto mp3 download


Official lyrics by

Rate Selvagem Do Asfalto by Banda Das Velhas Virgens (current rating: N/A)
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
Meaning to "Selvagem Do Asfalto" song lyrics no entries yet
required
capthca required

Characters count
: min. 50 characters