MILTON NASCIMENTO


Bola De Meia, Bola De Gude Lyrics

(Milton Nascimento/Fernando Brant)
Há um menino
Há um moleque
Morando sempre no meu coração
Toda vez que o adulto balança
Ele vem prá me dar a mão
Há um passado
No meu presente
Um sol bem quente lá no meu quintal
Toda vez que a bruxa me assombra
O menino me dá a mão
E me fala de coisas bonitas
Que eu acredito que não deixarão de existir
Amizade, palavra, respeito, caráter,
Bondade, alegria e amor
Pois não posso, não devo, não quero
Viver como toda essa gente insiste em viver
E não posso aceitar sossegado
Qualquer sacanagem ser coisa normal
Bola de meia
Bola de gude
O solidário não quer solidão
Toda vez que a tristeza me alcança
O menino me dá a mão
Há um menino
Há um moleque
Morando sempre no meu coração
Toda vez que o adulto fraqueja
Ele vem prá me dar a mão
Fernando de Paula Junior
fpaulajrtlsp@hotmail.com

Correct these lyrics


Watch Milton Nascimento Bola De Meia Bola De Gude video

check amazon for Bola De Meia, Bola De Gude mp3 download

Record Label(s): 1994 Warner Bros Records Inc for the U S and WEA International Inc for the world outside of the U S
Official lyrics by

Rate Bola De Meia, Bola De Gude by Milton Nascimento (current rating: N/A)
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
Meaning to "Bola De Meia, Bola De Gude" song lyrics no entries yet
required
capthca required

Characters count
: min. 50 characters