ABREU FERNANDA


Veneno Da Lata Lyrics

Rio de Janeiro
Cidade Maravilhosa
A lata
No fundo da madrugada
No silêncio da calada
De repente foi chutada
Na batida
Começou a batucada
Bate bate bate na lata
É lata da bateria
Mil, novecentos e noventa e cinco
Sete e meia da manhã
Tá na hora de descer pra trabalhar
Tá na hora de descer pra ter
O que ganhar
Mil novecentos e noventa e cinco
Dez e vinte eu vou pra lá
(Tá marcado pra chegar)
Ouviu dizer, ouviu dizer
Não sabe bem, deixa pra lá
Dez e vinte eu vou chegar
Pra ver o que há
Suingue-balanço-funk
É o novo som na praça
Batuque-samba-funk
É veneno na lata (vamo batê lata)
Meio-dia e quinze, eu nem acordei
Já vou ter que almoçar
(Tá marcado pra chegar)
Não escuto o que eles dizem
Não escuto o que eles falam
Não falo igual não digo amém
Tem que falar com o Jê
Tem que falar com o Zé
Ê Batumaré
Seis e meia tô parado
Pôr-do-sol abotoado
Na lagoa, no aterro
Tô parado
Voluntários, São Clemente
Tô parado
No Rebouças, Túnel Velho
Tô parado pra ver
Swing-balanço-funk
É o novo som na praça
Batuque-samba-funk
É veneno na lata (vamo batê lata)
Depois mais tarde, já de noite
Tudo em cima, já no clima
Vou correndo te encontrar
(Tá marcado pra chegar)
Vou te buscar, vou te pegar
Vou te apanhar pra te mostrar
Pra ver o que há
Pra ver o que há
É só subir sem se cansar
Depois descer pra trabalhar
Sete e meia, meio dia
Seis e meia, dez e vinte
Dez e vinte eu vou chegar pra te pegar
Pra ver o que há
Pra ver o que há
Suingue-balanço-funk
É o novo som na praça
Batuque-samba-funk
É veneno da lata (vamo batê lata)

Correct these lyrics



check amazon for Veneno Da Lata mp3 download


Official lyrics by

Rate Veneno Da Lata by Abreu Fernanda (current rating: N/A)
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
Meaning to "Veneno Da Lata" song lyrics no entries yet
required
capthca required

Characters count
: min. 50 characters